Web Content Display Web Content Display

Tendencias

Asset Publisher Asset Publisher

Back

Plataforma de educação: o que é e como pode ser uma solução corporativa

Plataforma de educação: o que é e como pode ser uma solução corporativa

As constantes mudanças trazidas pela transformação digital e o aumento da competitividade do mercado evidenciam a necessidade de investimento em novas soluções, métodos e tecnologias para desenvolver e preparar os profissionais dentro das organizações. É preciso, portanto, buscar por opções que acompanhem essas tendências e ajudem a otimizar os resultados da área de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) do negócio. Aí entram as plataformas de educação.

O uso de soluções de ensino no meio corporativo não é novidade. São diversas as técnicas levadas da sala de aula para os ambientes de treinamento e capacitação de colaboradores, sempre com o objetivo de alavancar a eficiência. E o cenário não é diferente para plataformas de educação ou sistemas de ensino digital!

Essa ferramenta viabiliza uma grande tendência do ensino: a Educação a Distância (EaD), que permite que funcionários de diferentes localidades não tenham que se deslocar para realizar um treinamento. Além disso, garante benefícios como flexibilidade de aprendizado, redução de custos da área de T&D, facilidade para mensurar resultados e até a criação de uma cultura de aprendizado contínuo dentro da organização.

Para que tudo isso aconteça, no entanto, é essencial entender como a ferramenta funciona, além de fazer um bom planejamento e ter um time preparado para desenvolver um projeto de educação corporativa eficiente. Pensando nisso, reunimos aqui as principais informações sobre plataforma de educação e seu uso no meio corporativo, mostrando como investir nessa solução de forma estratégica. Leia até o final para conferir!

Antes de mais nada, o que é uma plataforma de educação?

Uma plataforma de educação nada mais é que um software que cria um ambiente de ensino digital com todas as funcionalidades de uma sala de aula física. Por esse motivo, ela também pode ser chamada de sala de aula virtual ou plataforma de EaD.

Para ficar mais claro: uma plataforma de educação pode ser entendida como um sistema em que o aluno se cadastra para ter acesso a conteúdos de ensino, como apostilas, apresentações, videoaulas e e-books. Soluções mais avançadas também apresentam avaliações de desempenho, ambiente de chat e troca de informação com outros estudantes, instrutores e professores que ajudam no desenvolvimento dos alunos, bem como transmissão de aulas ao vivo, acompanhadas a distância.

Esse modelo de ensino está cada vez mais comum, seguindo as novas tendências de aprendizado e uso da tecnologia na educação, voltadas para atender às necessidades de cada indivíduo, permitindo que eles aprendam como e quando desejarem. O maior exemplo do sucesso das plataformas de educação são os cursos MOOC — assunto do próximo tópico!

Sucesso: cursos MOOC

Sigla para Massive Open Online Course, traduzido livremente para o português como curso online aberto e massivo, o MOOC é um modelo de plataforma de educação criado com ferramentas web para oferecer uma ampla variedade de cursos para um grande número de pessoas. É isso mesmo: os participantes podem acessar o conteúdo de forma online e gratuita!

São mais de 9,4 mil plataformas MOOC no mundo todo, com mais de 81 milhões de usuários inscritos em, pelo menos, um curso. E esses números mais que comprovam o sucesso desse formato flexível de ensino!

Como as plataformas podem ser usadas pelas empresas?

Assim como outras soluções de ensino, o sucesso das plataformas de educação (principalmente do modelo MOOC) chamou a atenção de times de T&D no mundo todo. Tanto que, atualmente, as principais organizações globais incluem uma plataforma EaD em seus projetos de educação corporativa.

A ferramenta pode ser usada de diferentes formas, dependendo dos objetivos da empresa e de suas necessidades de desenvolvimento. A maneira mais simples é criando uma página online ou um ambiente na intranet corporativa para disponibilizar links de cursos MOOC de diferentes plataformas para os funcionários, incentivando seu desenvolvimento sem muitos custos ou controle sobre o processo.

Uma forma mais elaborada envolve a criação de parcerias com soluções MOOC, fornecendo acesso exclusivo para seus colaboradores e garantindo a produção de cursos voltados para as necessidades do negócio. Essa opção demanda um investimento maior por parte da empresa, mas o controle também é maior e os resultados, melhores.

Por fim, é possível criar uma plataforma de educação personalizada, única para a organização. Dessa forma, tanto as funcionalidades como o conteúdo, os cursos e o ambiente de desenvolvimento dos colaboradores são construídos conforme as necessidades e os objetivos do time de T&D.

Nesse caso, o desenvolvimento da estrutura e do conteúdo pode ser feito por um time interno, mas também é possível optar por uma empresa especializada no assunto. Normalmente, a segunda opção é a mais indicada, uma vez que o parceiro já terá a expertise e as ferramentas necessárias para criar uma solução completa, totalmente personalizável para atender às necessidades do negócio.

Quais são as vantagens de adotar uma plataforma própria?

A adoção de uma plataforma de educação para o desenvolvimento dos profissionais proporciona diversos benefícios para uma organização. Confira abaixo os principais!

Promove o modelo de EaD

Um dos principais desafios do time de T&D é a barreira geográfica existente para conseguir treinar e capacitar todos os funcionários da empresa, principalmente quando o negócio se espalha por diversas localizações e unidades. Normalmente, a solução encontrada é o EaD.

Com uma plataforma de educação, os funcionários conseguem fazer treinamentos e capacitações no mesmo ambiente online, sem necessidade de deslocamentos, com grande facilidade.

É flexível para alterações de conteúdo

Como falamos, o conteúdo dentro da plataforma pode ser criado conforme as necessidades de desenvolvimento de cada organização. Além disso, quando a plataforma é da própria empresa, alterações podem ser feitas para atender a objetivos específicos e aumentar ainda mais a eficiência dos treinamentos corporativos.

Permite a inclusão de diferentes formatos e conteúdos

Outro benefício da plataforma de educação é a possibilidade de usar diferentes formatos para construir seu conteúdo. Dessa forma, os treinamentos não precisam ser maçantes e podem se valer de elementos, métodos e técnicas que aumentam o interesse por eles e, claro, sua eficiência. Além disso, as organizações podem oferecer cursos de curta, média e longa duração, que sejam técnicos, culturais ou profissionalizantes. As possibilidades são enormes dentro de um ambiente digital!

Incentiva o autoaprendizado e engajamento

A plataforma de educação permite que treinamentos e capacitações sejam feitos conforme as necessidades de cada colaborador, realizados por eles mesmos, cada um em seu próprio tempo. Dessa forma, o uso da ferramenta não só incentiva o autoaprendizado como motiva o engajamento dos colaboradores com seu desenvolvimento.

Cria uma cultura de educação contínua

Um dos principais objetivos das grandes organizações é a criação de uma cultura de educação contínua dentro do seu ambiente de trabalho. Quando isso acontece, os colaboradores se desenvolvem constantemente e tanto as soluções criadas como os resultados se tornam mais competitivos. Além disso, os desafios são mais facilmente superados. Com uma plataforma de educação, a criação dessa cultura é facilitada, uma vez que os colaboradores conseguem manter os treinamentos e estudos de forma constante. Os gastos com deslocamento são reduzidos e o número de opções aumenta. Esses fatores incentivam e atraem os profissionais para o aprendizado contínuo.

Garante a personalização do conteúdo

Um dos maiores erros cometidos em treinamentos corporativos é acreditar que todos os funcionários aprendem da mesma maneira. Na realidade, as pessoas absorvem o conteúdo de formas diferentes. Enquanto alguns preferem estudar mais, só que uma vez por semana, outros escolhem se dedicar por menos tempo, mas diariamente, por exemplo. Os horários e formatos também variam: existem aqueles que gostam de videoaulas e outros que preferem o suporte de livros, infográficos e grupos.

Essas informações são identificadas por um diagnóstico e mapeamento das necessidades da equipe, podendo então ser incluídas nas opções dentro da plataforma de educação. Com isso, a empresa garante a personalização do conteúdo de acordo com o que for melhor para seus colaboradores.

Facilita o controle do desempenho da área de T&D

Assim como qualquer outro departamento, a área de T&D precisa apresentar os resultados de suas ações e dos investimentos feitos. Para isso, é indicado o uso de métricas de desempenho. O detalhe é que, ao realizar treinamentos e capacitações de forma descentralizada, esse acompanhamento fica bem mais complexo.

Com uma plataforma de educação, rastrear os indicadores de desempenho é mais fácil e eficiente, uma vez que a mensuração pode ser feita de forma automática. Com acesso a dados como o progresso de cada funcionário, a conclusão dos cursos e o número de acessos, além de feedbacks e outras informações, o time de T&D consegue analisar os investimentos com mais facilidade e precisão.

Além disso, o funcionamento de um bom treinamento corporativo depende muito das melhorias e otimizações feitas pelo time. Essas alterações só podem acontecer com eficiência pela análise de dados e fatos que mostram onde estão os erros capazes de atrapalhar os resultados.

Gera economia em longo prazo

Apesar do investimento em uma boa estrutura digital não ser pequeno, a adoção de uma plataforma de educação tende a trazer economia para a organização no longo prazo.

Os ganhos são um resultado da redução da necessidade de deslocamento geográfico dos profissionais, bem como da construção e manutenção de ambientes fixos para a realização de treinamentos e capacitações, além da criação de uma cultura de aprendizado contínuo, que reduz os gaps de desenvolvimento dos colaboradores.

Um ponto importante que deve ser entendido aqui é que a plataforma EaD não elimina a necessidade de treinamentos presenciais por completo, mas oferece uma opção para os conhecimentos que podem ser passados de forma virtual. Muitas organizações adotam a ferramenta e ainda realizam eventos presenciais, normalmente focados em atividades e necessidades específicas da empresa.

Alavanca a competitividade perante o mercado

Por fim, com o aumento da eficiência do projeto de educação corporativa da empresa usando uma plataforma de ensino EaD, a organização tende a atingir seus objetivos de desenvolvimento e criar um ambiente interno mais preparado para lidar com os desafios do mercado, ganhando competitividade.

Quais formatos podem ser usados na estrutura?

Ao adotar uma plataforma de educação corporativa, a organização pode incluir diversos formatos para a produção de seus conteúdos. Entre os mais usados estão:

vídeos: podem variar em tempo de duração, sendo longos e curtos, apresentar uma aula gravada com um instrutor ou ensinar algo com outros recursos visuais;

áudios ou podcasts: recursos ideais para apresentar ideias que não precisam de auxílio visual para sua compreensão;

jogos: desafios e atividades lúdicas que incentivam o desenvolvimento de forma inovadora;

transmissões ao vivo: apresentações de aulas presenciais feitas por instrutores, fóruns de dúvidas ou demonstrações de procedimentos dentro de uma capacitação;

infográficos: facilitam a compreensão de muitos dados, principalmente em comparações, sendo normalmente usados como suporte para outros materiais em treinamentos;

apresentações: conteúdos usados como suporte para aulas, que podem ser disponibilizados para os profissionais;

e-books: livros em formato digital para acesso dos colaboradores como material de suporte.

Todos os formatos podem ser usados dentro de uma plataforma de educação para criar treinamentos e capacitações mais interativos, interessantes e atrativos para os profissionais, facilitando seu desenvolvimento e garantindo melhores resultados para os investimentos de T&D.

A ferramenta também pode apresentar funcionalidades que aumentam a eficiência da experiência de aprendizado, como ambientes para chats durante transmissões ao vivo, fóruns para discutir os materiais e assuntos abordados, possibilitando também a troca de experiências para enriquecer o conteúdo.

É importante ressaltar ainda que avaliações também podem ser criadas dentro da plataforma, permitindo a entrega de certificações para os colaboradores que finalizam módulos ou cursos completos. Testes e atividades de validação ajudam a compreender se o conteúdo foi absorvido, bem como mostram para o time de T&D o progresso de cada profissional.

Quais tipos de treinamento podem ser usados?

Por ser totalmente customizável, a plataforma de educação pode usar diferentes tipos de treinamento para empresas em seu conteúdo. Trouxemos aqui os principais para você conferir!

MOOC

A estrutura pode ser feita no formato MOOC, dando acesso a uma longa lista de opções de treinamento e capacitações para os colaboradores. Os assuntos são variados, bem como a duração e o nível de dificuldade de cada curso. Ao final, os profissionais podem receber certificações, incentivando a manutenção do aprendizado constante.

Gamificação

O uso da gamification (gamificação) para a construção de treinamentos é cada vez mais procurado pelas organizações. Basicamente, essa técnica consiste na adoção de elementos de jogos a fim de aumentar o engajamento e a eficiência da absorção do conhecimento apresentado. Dentro de uma plataforma, é possível criar competições, barra de progresso de cada profissional e até jogos mais elaborados.

Microlearning

Outra tendência de educação corporativa é o microlearning (pílulas de conteúdo), prática que consiste em dividir treinamentos em pequenas etapas para se adequar a rotinas mais corridas de profissionais que têm pouco tempo para se dedicar a seu desenvolvimento. Os módulos podem ser feitos em diferentes formatos, como vídeos, podcasts e apresentações, todos curtos para poderem ser rapidamente acessados pelos colaboradores.

Edutainment

O edutainment é uma técnica de ensino que usa elementos de entretenimento para aumentar o envolvimento dos colaboradores no aprendizado. Os jogos são exemplos da prática, bem como o uso de filmes, séries e algumas soluções de TI, como chatbots e aplicativos mobile. Todos esses elementos são facilmente colocados dentro de uma plataforma de educação.

Mobile

Por fim, uma plataforma de educação pode ser integrada com um aplicativo mobile desenvolvido pela organização ou oferecer conteúdos responsivos, permitindo seu acesso via smartphones. O ideal é que o conteúdo seja adaptado, para que os profissionais consigam se desenvolver de qualquer local. Por isso, o mais indicado é usar omicrolearning em conjunto com o mobile.

Assim como os formatos, os tipos de treinamento também podem ser usados em conjunto para criar experiências mais atrativas e interessantes para os colaboradores, adequando-se a suas necessidades. Além disso, uma elaboração mais completa garante mais eficiência e retorno sobre os investimentos feitos na área.

 

O uso de soluções de ensino no meio corporativo não é novidade. São diversas as técnicas levadas da sala de aula para os ambientes de treinamento e capacitação de colaboradores, sempre com o objetivo de alavancar a eficiência.

Como criar um plano de implementação?

Agora que você já conhece todo o potencial de uma plataforma de educação, veja como implementar essa ferramenta na sua organização em 7 passos!

1. Convença a liderança da empresa

O primeiro passo é convencer a liderança e gestão da empresa sobre a importância do investimento, conseguindo o apoio de todos. Para isso, é preciso apresentar dados que mostrem os benefícios da ferramenta e como a empresa pode se beneficiar dessa iniciativa.

2. Faça um bom planejamento

Uma vez que a gestão está de acordo com o investimento, é hora de começar seu planejamento, definindo os objetivos do projeto, o que é esperado da plataforma em termos de funcionalidades e treinamentos oferecidos, além das metas de T&D que podem ser cumpridas com essa ferramenta. 

Para isso, o mais indicado é usar o projeto de educação corporativa atual do negócio. Com esses dados, fica bem mais simples entender o que é prioritário no projeto, direcionando o investimento da melhor forma possível. 

Por fim, dentro do planejamento também é preciso estabelecer métodos de mensuração do desempenho da plataforma. Estamos falando de indicadores de treinamento que mostram como a plataforma e o conteúdo nela presente estão contribuindo para os objetivos de T&D, bem como para os propósitos da organização.

3. Busque um parceiro especializado

Como falamos, o mais indicado para o desenvolvimento de uma plataforma de educação é contar com a ajuda de um parceiro especializado. Essas empresas oferecem soluções white label, que podem ser totalmente personalizadas seguindo as necessidades do negócio. Cria-se, assim, uma ferramenta única para a organização.

Além disso, elas têm vasto conhecimento no assunto, desde as melhores práticas e funcionalidades às tendências globais que podem otimizar o projeto. Por essas e outras, esse tipo de parceria reduz as chances da ocorrência de erros que venham a comprometer os resultados do time.

O mesmo fornecedor pode ajudar na concepção do projeto por meio de consultorias especializadas, desenvolvimento da solução, produção do conteúdo e seu devido acompanhamento, com a mensuração de resultados, aplicação de treinamento e logística de materiais. É necessário entender quais são as necessidades da empresa para encontrar o parceiro ideal. 

A melhor forma de garantir um parceiro de qualidade é procurar por empresas que sejam referências no mercado e tenham grandes clientes. Atuação internacional também pode mostrar competência e indicar que a empresa é de confiança.

4. Defina um cronograma de implementação

Mesmo com um parceiro, seu projeto deve ser construído em conjunto, com um time de T&D dedicado por parte da empresa. Uma vez estabelecida a parceria, os 2 times devem estabelecer um cronograma de implementação da ferramenta, definindo prazos e responsabilidades.

5. Coloque em prática

O próximo passo é colocar em prática o cronograma estabelecido, acompanhando seu desenvolvimento e garantindo que os prazos e as atividades estão sendo realizados conforme planejado. Uma dica é ter pontos de validação, como reuniões semanais ou quinzenais para avaliar o progresso do projeto.

6. Mensure e acompanhe

Após implementar a plataforma e começar seu uso pelos colaboradores, é importante acompanhar esse processo de perto, mensurando os resultados ao longo do tempo para identificar se há pontos que devem ser alterados para otimizar os resultados.

Uma dica é incluir métodos de feedback dentro da plataforma, contando com a ajuda dos próprios usuários para encontrar esses pontos. E o melhor é que essa prática valoriza ainda mais a participação dos membros da empresa, incentivando o engajamento.

7. Faça otimizações no projeto

Por fim, é importante usar os dados coletados para fazer otimizações na plataforma, com o objetivo de sempre oferecer a melhor versão possível para os colaboradores. Também é indicado acompanhar as tendências da educação corporativa no mercado para identificar oportunidades que aumentem seus resultados. 

Vale lembrar que seu projeto não precisa começar com uma versão final. Por isso, é importante incluir a fase de otimização. Assim como muitas iniciativas, é essencial direcionar o orçamento para prioridades e implementar novas funcionalidades, técnicas e métodos de ensino aos poucos, desde que de forma constante. 

Independentemente do investimento inicial, essa plataforma é uma ferramenta importante dentro de qualquer projeto de desenvolvimento de colaboradores, a fim de tornar a educação digital corporativa mais eficiente, garantindo diversos benefícios para a organização e acompanhando as principais tendências desse mercado. 

Agora que você já conhece como uma plataforma de educação pode ser usada para otimizar os resultados do negócio, chegou à conclusão de que é o momento de investir? Então, siga a Telefônica Educação Digital no LinkedIn e saiba mais mais. 

  • Plataforma de educação


No comments yet. Be the first.