Web Content Display Web Content Display

Tendencias

Asset Publisher Asset Publisher

Back

Cargos de liderança: como treinar colaboradores para novos desafios?

Cargos de liderança: como treinar colaboradores para novos desafios?

O ex-executivo de negócios Jack Welch sabia uma coisa ou outra sobre liderança. Durante seu mandato como CEO da General Electric, o valor da empresa aumentou simplesmente em 4.000%. Bem impressionante, não acha? Realmente, não tem como negar: pessoas que ocupam cargos de liderança nos inspiram a fazer nosso melhor trabalho. Pesquisas provam categoricamente que uma liderança eficaz resulta em diversos benefícios, desde o aumento da produtividade no local de trabalho e a retenção de funcionários até um melhor resultado final. Mas sabia que os grandes líderes não nascem assim, já prontos? Na verdade, eles se desenvolvem. E o treinamento de liderança é uma das maneiras pelas quais isso é feito. Continue acompanhando para entender melhor!

O novo perfil do trabalhador do século XXI

O perfil do trabalhador de hoje está mudando. Em uma uma palestra divulgada no TED Talks, Dan Pink, autor de livros sobre comportamento e negócios, revela algumas mudanças descobertas com a aplicação da ciência comportamental no ambiente de trabalho. Baseando-se em resultados de pesquisas, ele revela que as recompensas que funcionavam como motivadores para aumentar a produtividade das equipes no século XX já não têm mais a mesma eficiência para equipes do novo século. Vamos explicar um pouco melhor: atualmente, o principal objetivo dos cargos de liderança é desenvolver em seus liderados a capacidade de pensar fora da caixa. Com essa ideia, tarefas rotineiras e repetitivas têm sido eliminadas graças ao uso de softwares e automação, fazendo com que as atividades de trabalho se tornem muito mais estratégicas. Assim, para conseguir desenvolver motivação e obter melhores resultados da equipe, é preciso prover autonomia, domínio e propósito. E é aí que entram os treinamentos para cargos de liderança.

A importância do treinamento para cargos de liderança

Você provavelmente está bem familiarizado com os altos custos envolvidos na contratação de um novo funcionário, certo? Fora aqueles relacionados ao processo de seleção em si, ainda é preciso considerar o tempo necessário para que o novo membro do time se adapte ao modelo de trabalho da empresa. E quando falamos de um cargo de liderança, isso pode ser ainda mais crítico, custando mais para os cofres da organização. Por essas e outras, a maioria das empresas de sucesso busca líderes no lugar mais óbvio: em meio à sua equipe interna. Dessa forma, o negócio tem em mãos alguém que já está familiarizado tanto com os processos como com o próprio time. Não parece uma ótima ideia? Contudo, como falamos, líderes não nascem líderes. Na verdade, eles se desenvolvem, são criados. Para garantir que você terá em mãos boas opções de liderança, é preciso investir nos passos que apresentaremos a seguir. Confira!

A capacitação de colaboradores para novos desafios

Antes de mais nada, atenção: o estímulo à liderança dentro da equipe de trabalho não tem a ver somente com ter boas opções para preencher futuros cargos de gerência, ok? A capacitação para novos desafios também tem como objetivo conseguir fazer com que os profissionais tomem decisões mais acertadas e estratégicas, que tragam melhorias para o negócio como um todo. Mas como fazer isso? Vamos ao passo a passo!

4. Crie uma cultura de treinamento corporativo online

O primeiro ponto para desenvolver lideranças é ter um programa interno de Treinamento & Desenvolvimento. Contudo, os formatos de aprendizado que funcionavam anteriormente também mudaram com a evolução das gerações. Hoje, o profissional que chega ao mercado de trabalho perde o interesse e o foco com muito mais facilidade, dada a quantidade de informações que o bombardeiam a todo momento. Nesse cenário, mais que ter um programa de T&D, é preciso investir em plataformas que permitam um treinamento contínuo e dinâmico. Já ouviu falar na educação digital, que fornece acesso a um aprendizado que vai ao encontro das necessidades desse novo perfil? Além de darem flexibilidade ao programa, os treinamentos para liderança online disponibilizam recursos que permitem visualizar a aplicabilidade dos conceitos, além de desenvolver a criatividade e o pensamento crítico.

Aposte na liderança situacional

Pense bem: o treinamento de lideranças não seria tão popular se não fosse pelo fato de oferecer bons resultados, normalmente alcançados dentro de um prazo definido. Estamos falando, por exemplo, de aumento de lucros e redução de custos. No entanto, para serem verdadeiramente eficazes, devem ser estratégicos e individualizados. O ideal é alcançar um equilíbrio entre as necessidades do aluno, que deve ser envolvido e motivado, e as necessidades do negócio no que se refere à entrega de resultados. E a forma como os líderes gerenciam suas equipes têm papel essencial nisso. Segundo a teoria da liderança situacional, em vez de supervisores e gestores apostarem em só um estilo de liderança, devem investir em estilos diferentes, de acordo com os níveis de maturidade dos funcionários. Em outras palavras: os líderes devem ser capazes de colocar mais ou menos ênfase na tarefa e nos relacionamentos com as pessoas que lideram, dependendo do que for necessário para completar o trabalho com sucesso.

Repense os formatos de recompensa

Por último, como apresentado por Dan Pink em seu TED Talks, é preciso repensar os modelos de recompensa. Antigamente, bônus e premiações em dinheiro serviam para motivar funcionários a resolver tarefas mecanicistas. Hoje, no entanto, o incentivo à autonomia e o fornecimento de um propósito são os grandes diferenciais. O que você precisa entender o quanto antes é que os profissionais modernos são capazes de responder melhor quando realmente conseguem enxergar o valor que trazem para a organização. Eles precisam, assim, de liberdade e autonomia para fazer e propor mudanças no ambiente de trabalho. E essa deixa nos leva ao próximo passo: a criação de uma mentalidade de propriedade.

Crie uma mentalidade de propriedade

Você pode treinar pessoas em liderança dia após dia, mas elas não usarão essas habilidades a menos que se sintam como partes confiáveis, valorizadas e impactantes para a empresa. Se você ensina seus funcionários a tomarem decisões inteligentes e informadas, mas ainda assim exige que passem todas as ideias por você antes de terem permissão para fazer uma mudança, como podem se sentir motivados? A criação de uma mentalidade de propriedade começa com a construção de uma relação de confiança com os funcionários, dando a eles a autoridade para que tomem certas decisões. Isso também pode significar ouvir e implementar suas ideias ou dar a eles um pouco de tempo pessoal para trabalharem em projetos paralelos, iniciativas que pensam ter potencial para aumentar as vendas. Pode acreditar: quando você faz com que seus funcionários se sintam partes integrantes da empresa, eles naturalmente passam a correr atrás de ideias inovadoras e de soluções para os problemas do dia a dia do negócio. Uma hora ou outra, alguém emergirá como líder. Como você viu, desenvolver as capacidades necessárias para novos cargos de liderança não acontece do dia para a noite. Pensando nisso, que tal começar agora mesmo? Se gostou do nosso post e quer continuar aprendendo sobre estratégias de Treinamento & Desenvolvimento para aplicar na sua empresa, siga nossa página no LinkedIn para ficar sempre por dentro!



No comments yet. Be the first.