Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web

Tendências

Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Voltar

Ensino a distância: já pensou em usar nos treinamentos corporativos?

Ensino a distância: já pensou em usar nos treinamentos corporativos?

O ensino a distância tem mais de 100 anos de existência. Não acredita? É só se lembrar dos famosos cursos por correspondência, que já existiam desde o início do século passado.

Com o passar do tempo, as apostilas que chegavam pelos Correios deram lugar aos programas de rádio educativos, depois à televisão (quem nunca ouviu falar no Telecurso?), até que a era da internet chegou.

O nível atual de desenvolvimento tecnológico permitiu à modalidade de educação a distância atingir níveis antes inimagináveis. Hoje, só no ensino superior já são mais de um milhão de alunos matriculados, sem contar os cursos livres, profissionalizantes etc.

Com as facilidades e benefícios que traz, o EAD já ganhou espaço também nos ambientes de trabalho. Treinamentos corporativos a distância têm se mostrado como uma excelente opção para as necessidades do mundo atual.

Quer saber mais sobre o assunto e entender como o ensino a distância pode contribuir para melhorar a educação corporativa? Continue a leitura!

Qual é o panorama do ensino a distância nas empresas brasileiras?

De acordo com a versão 2018 do panorama do treinamento no Brasil, 62% das empresas que investem no assunto já utilizam o EAD, seja como prática independente ou como complemento de ações presenciais. Dentro desse número, 15% dos treinamentos realizados são totalmente a distância.

O modo mais utilizado para aplicar o EAD à realidade corporativa é o autotreinamento, que consiste em oferecer material online ou offline, não ao vivo, para que os colaboradores possam usar de forma autônoma e seguindo seu próprio ritmo.

Confira a seguir os principais desafios e as tendências no panorama atual do ensino a distância nos ambientes corporativos!

Desafios

As empresas já percebem que o EAD é um modo mais barato e eficiente de investir em treinamento e desenvolvimento. Entretanto, apesar de continuar em escala crescente, o ensino corporativo a distância ainda enfrenta alguns desafios.

Desconfiança

Um problema comum que persegue o EAD desde seus primórdios: dúvidas e desconfiança sobre a qualidade dos cursos.

Essa questão já tem sido superada com o passar do tempo e a crescente familiarização das pessoas com o ensino a distância. Porém, ainda há alguns passos a serem dados para reforçar que o EAD tem tanta qualidade quanto o ensino presencial — e em alguns casos pode ser até melhor.

Na verdade, a qualidade não depende da modalidade de ensino, mas de outros fatores, como a seriedade da instituição fornecedora e o nível dos materiais utilizados.

Integração entre os alunos

Outro ponto que tem sido trabalhado com o desenvolvimento do EAD é a necessidade de maior integração entre os alunos. Com cada um estudando em um ambiente distinto, sem nenhum tipo de contato pessoal, esse ponto se torna um desafio.

No entanto, algumas medidas simples podem solucionar facilmente a questão. Reuniões para debates, formação de grupos de estudo, chats online e até mesmo a realização de palestras periódicas no decorrer do período de treinamento são algumas opções.

Engajamento e maturidade

Ainda mais que em treinamentos presenciais, com o uso do EAD o aprendizado depende muito do esforço e da maturidade de cada aluno. Para aumentar o engajamento e o aproveitamento dos cursos, diminuindo a evasão, é útil apostar em algumas técnicas e ferramentas que serão descritas nos próximos tópicos.

Estrutura de qualidade

Outro desafio que pode ser enfrentado em treinamentos a distância é a estrutura técnica. É preciso garantir que todos os participantes tenham um aparelho adequado e uma boa conexão com a internet, de preferência em um local silencioso.

Além disso, para videoaulas, por exemplo, é importante investir na qualidade da imagem e do som, ter um professor com boa oratória e dicção. De forma geral, também é preciso pensar em bons canais de suporte e material de apoio.

Verificação do aprendizado

Testes online nem sempre são totalmente confiáveis, afinal, o aluno pode consultar fontes externas e responder as perguntas sem que necessariamente tenha adquirido conhecimento para tal.

Mas é claro que, principalmente nos ambientes corporativos, a ideia é que o conhecimento adquirido com os treinamentos tenha efeito prático nas atividades de trabalho do colaborador.

O nível desse desafio depende muito do tipo de treinamento, da finalidade e dos resultados esperados. Formas de testar o conhecimento adquirido e a efetividade do treinamento ainda estão em desenvolvimento, e podem ser pensadas de acordo com cada realidade.

Tendências

Agora que já falamos sobre os principais desafios do ensino a distância nos treinamentos corporativos, é hora de falar um pouco sobre as tendências da área — o que podemos esperar para o futuro?

Mobile learning

Nos últimos anos o uso de dispositivos móveis vem crescendo cada vez mais. O número de pessoas que acessa a internet por smartphones, por exemplo, já é significativamente maior do que o das que acessam por computadores ou notebooks.

Smartphones são mais acessíveis, práticos, e fáceis de manusear. No que diz respeito ao EAD, eles são totalmente pertinentes, já que a praticidade e a acessibilidade são dois pontos fortes da modalidade.

Nos treinamentos corporativos a distância, o uso de dispositivos móveis corresponde a 5% do total. Apesar de ser um índice baixo, ele está crescendo em velocidade acelerada e é uma das principais tendências para os próximos anos.

Para quem pretende usar o EAD em treinamentos empresariais, é fundamental investir em tecnologias e plataformas que sejam adaptáveis para mobile.

Ensino híbrido

O ensino híbrido consiste na junção de ações presenciais a atividades online. Ele é uma forma de aproveitar as vantagens de ambas as modalidades e amenizar possíveis problemas.

Para ficar mais claro, vamos imaginar a seguinte situação: uma empresa possui um ambiente virtual de aprendizagem em que seus colaboradores podem assistir a videoaulas de conteúdos pré-definidos semanalmente.

Às sextas-feiras, todos os participantes se reúnem para participar de uma palestra presencial, seguida por uma discussão baseada nas considerações de cada um sobre os assuntos estudados durante a semana.

Da mesma forma, é possível imaginar a situação inversa: um curso presencial que oferta aulas online como complemento. Ambos os casos são exemplos de uso do ensino híbrido.

Gamificação

gamificação tem ganhado muito espaço na educação infantil. O que muita gente não sabe, entretanto, é que ela surgiu justamente da necessidade de aumentar o engajamento nos treinamentos corporativos.

A ideia consiste basicamente em incrementar cursos ou outras atividades educativas com técnicas e práticas do universo dos games. Pode-se apostar em rankings de pontuação, premiações, storytelling, estímulo da competição, entre outras coisas.

O uso da gamificação é tendência por ser uma alternativa eficaz na promoção do engajamento, além de trabalhar simultaneamente várias competências importantes, de forma leve e descontraída.

Não se trata apenas de criar um jogo, mas de buscar desenvolver competências trabalhadas nos jogos.

Pílulas de conhecimento

Também conhecida como microlearning, a pílula de conhecimento é uma alternativa que se adapta a duas fortes características do mundo atual: a falta de tempo e a dificuldade de concentração por períodos longos.

A técnica consiste em oferecer conteúdos curtos, geralmente vídeos com no máximo cinco minutos de duração, para serem consumidos periodicamente ao longo do dia ou da semana.

Um conteúdo extenso é “quebrado” em várias partes para facilitar a assimilação e permitir, por exemplo, que a pessoa aproveite pequenos intervalos no trabalho para estudar, sem comprometer seu rendimento.

Personalização do conteúdo

Pessoas que trabalham na mesma área, inclusive exercendo a mesma função, podem ter níveis de conhecimento variados. Pensando nisso, porque não oferecer possibilidades de acessar conteúdos personalizados, de acordo com o nível de aprofundamento que a pessoa já tem sobre o assunto?

Essa técnica é mais simples do que parece, e pode ser feita de forma automatizada — basta fazer uma espécie de teste de nivelamento antes do início das aulas.

Com o conteúdo adequado ao seu nível, a pessoa não se sente desmotivada por assistir a aulas de coisas que já sabe e também não corre o risco de ficar perdida ao se deparar com conteúdos avançados demais antes de ter uma boa base.

Essa ferramenta faz parte das tendências de uma educação cada vez mais personalizada e que trabalha com potencialidades individuais, inclusive nos ambientes corporativos.

Realidade aumentada

realidade aumentada é uma forma de dar vida e movimento ao conhecimento. Uma tecnologia relativamente nova que tem sido testada nas mais diversas áreas, inclusive na educação.

Nos treinamentos a distância, é possível usá-la para criar cenários interativos que coloquem os alunos em situações similares à realidade profissional, por exemplo. Ela permite colocar o aprendizado em prática sem atuar em contextos reais.

 

"O nível atual de desenvolvimento tecnológico permitiu à modalidade de educação a distância atingir níveis antes inimagináveis. "

Por que as empresas estão investindo no ensino a distância?

Já entendemos aqui qual é o panorama do ensino a distância no Brasil e também o que diz respeito ao seu uso na área de treinamento e desenvolvimento dentro das empresas. Também listamos os principais desafios a serem superados e as últimas tendências do EAD para a educação corporativa.

Entretanto, falta esclarecer uma dúvida: por que as empresas têm investido cada vez mais no ensino a distância? Que vantagens reais ele traz?

Para ajudar você a entender melhor o assunto, listamos os principais benefícios e explicamos cada um deles. Continue lendo!

Acesso flexível

Sem hora marcada e sem necessidade de deslocamento: treinamentos a distância estão disponíveis a qualquer hora e em qualquer lugar, desde que o aluno possua um dispositivo conectado à internet. Em alguns casos, pode até ser possível salvar os materiais offline e nem mesmo a conexão à rede será necessária.

Com essas vantagens, o ensino a distância se torna muito mais flexível e prático do que as formas tradicionais. Além de ser mais cômodo para o colaborador, exige um esforço de logística muito menor da empresa.

Redução de custos

Otimização de recursos e redução de custos é algo que está sempre em pauta em qualquer empresa. Investir em treinamentos não significa necessariamente gastar um montante absurdo, e o EAD está aí para provar isso.

Uma pesquisa conduzida pela FIEMG, a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, concluiu que os treinamentos a distância chegam a ser até 66% mais baratos do que os presenciais.

Para que isso fique mais claro, podemos fazer uma conta simples: o valor real de um treinamento é dado de acordo com seu custo por funcionário participante.

Suponhamos que um treinamento presencial tenha um custo total de R$35.000,00 para a empresa, incluindo pagamento de professores e toda a logística necessária. O auditório de maior capacidade comporta 100 colaboradores, que será o total de participantes desse treinamento. Portanto, o custo é de R$350,00 por pessoa.

Agora imagine esse mesmo valor investido em um treinamento online. A diferença aqui é que não há limite de participantes, já que não existem barreiras espaciais e geográficas.

Se a empresa tem 500 funcionários em diferentes filiais, e todos eles fizerem o treinamento, o custo será de R$70,00 por pessoa — e as mesmas aulas gravadas ainda têm a chance de serem reaproveitadas no futuro.

Além do cálculo feito acima, ainda é possível observar a redução de gastos com:

• transporte;

• deslocamentos;

• hospedagem;

• locação de salas;

• energia;

• água;

• coffee break;

• material de auxílio (apostilas, blocos de anotação).

Metodologias inovadoras

Com tudo o que foi falado até aqui, certamente já foi possível notar que o EAD não só abre portas para a inovação, como requer constantemente atualizações e modernizações.

O uso do EAD nos treinamentos corporativos facilita a busca pelo novo e permite que as empresas entrem em contato com o que há de mais inovador no mercado, ainda que estejam territorialmente distantes.

Além disso, o próprio ambiente virtual de aprendizagem já é um caminho para o uso de metodologias inovadoras de ensino, como é o caso das pílulas de conhecimento e da gamificação, práticas já explicadas acima.

Ritmo individual

Não há a necessidade de acompanhar uma turma, ou mesmo de assimilar todo o conteúdo de uma só vez, como acontece em uma palestra. Vídeos online podem ser vistos e revistos, conteúdos podem ser relidos, dentro do tempo que o aluno achar necessário.

Dessa forma, o ensino a distância permite um aprendizado mais individual e personalizado, dando a cada aluno a oportunidade de avançar mais rapidamente ou de voltar atrás para rever os pontos em que sente dificuldade.

Quebra das barreiras geográficas

Não existe distância limite para a internet. Nos treinamentos EAD, esse fato traz duas grandes vantagens. Em primeiro lugar, é possível ter professores de qualquer lugar do mundo.

Existem várias aulas e palestras na internet, com professores de universidades renomadas ou grandes empresários, que podem muito bem ser usadas para um treinamento corporativo.

A outra vantagem é a possibilidade de acessar de qualquer lugar, permitindo que colaboradores em diferentes filiais da empresa partilhem do mesmo conteúdo sem necessidade de deslocamento. Isso é excelente para sedes localizadas no interior, por exemplo, ou para empresas que tem polos em cidades muito distantes uma da outra.

Possibilidade de consulta sob demanda

Que tal a possibilidade de criar um ambiente virtual de aprendizagem com cursos que solucionem as principais defasagens dos colaboradores da empresa? Os cursos não precisam ser obrigatoriamente feitos por todos os funcionários, mas ficam lá disponíveis para consulta.

Cada colaborador pode acessar o curso que quiser sempre que julgar necessário, resolvendo suas dúvidas já no momento em que elas surgem. Interessante, não é mesmo? Pois, é justamente essa a ideia da consulta sob demanda, algo que treinamentos presenciais não proporcionam.

Atualização rápida

mercado de trabalho hoje exige profissionais mais qualificados e em menos tempo. Existem uma infinidade de assuntos a serem dominados e a necessidade de atualização profissional é constante.

Não é mais suficiente dominar apenas os conhecimentos técnicos de uma profissão, também é preciso desenvolver, por exemplo, habilidades gerenciais, técnicas de liderança, capacidade de resolução de problemas, autoconhecimento e domínio de diferentes tecnologias.

Como os treinamentos EAD geralmente são mais curtos, práticos e voltados para temas específicos, eles são excelentes para quem busca atualizações rápidas e eficientes, já que outro fator característico do mundo empresarial hoje é o tempo diminuto.

Como implementar o ensino a distância na empresa?

Chegamos à última parte do texto. Depois de entender tudo sobre as vantagens da educação a distância para a oferta de treinamentos corporativos, agora é hora de aprender os passos necessários para implementar essa prática. Vamos lá!

Verificar a demanda

O primeiro passo é saber exatamente o que oferecer. Para isso, a melhor opção é fazer um levantamento de necessidades. Isso pode ser feito de diferentes formas, mas o ideal é cruzar informações sobre a situação atual da empresa e aquilo que ela necessita para crescer, com as demandas apresentadas pelos próprios colaboradores.

Dessa forma diminui-se o risco de oferecer treinamentos “inúteis”, que não tenham aplicabilidade no dia a dia da organização.

Escolher a melhor plataforma e/ou produzir o conteúdo

Com a lista de necessidades em mãos, é hora de ir atrás do conteúdo. É possível buscar uma plataforma pronta, que atenda as suas necessidades ou produzir os vídeos na própria empresa, contratando professores ou usando talentos do quadro de funcionários.

Também existe a possibilidade de contratar uma empresa especializada em treinamentos online, que possa oferecer conteúdo personalizado e uma plataforma adequada às suas particularidades.

Criar as condições ideais

Para melhorar ainda mais a qualidade e a efetividade dos cursos disponibilizados, a empresa pode trabalhar para criar as melhores condições possíveis para treinamentos. 

Oferecer um tempo diário da carga horária de trabalho, ter uma boa conexão com a internet, dar fones de ouvido, montar uma biblioteca (física ou virtual) e até mesmo criar uma pequena sala de estudos. Esses itens não são essenciais, mas podem ajudar a melhorar o aproveitamento dos treinamentos.

Colocar em prática

Depois de tomar as medidas acima, é hora de colocar em prática. Nesse momento, é importante se lembrar de duas coisas: os colaboradores precisam ver a oportunidade de desenvolvimento como algo positivo, que os permitirá crescer. Nunca apresente um treinamento como mais uma obrigação do trabalho.

Em segundo lugar, é importante que todas as ferramentas disponíveis fiquem muito claras, assim como os temas ofertados, seus objetivos, modo de avaliação, etc.

Atualizar

Este tópico está aqui para lembrar que não basta disponibilizar um treinamento e acreditar que ele será efetivo pelo resto da vida da empresa. É preciso buscar feedbacks reavaliar constantemente tanto a efetividade do conteúdo disponibilizado quanto as funcionalidades da plataforma.

As demandas mudam, a empresa evolui e o investimento em treinamento e desenvolvimento também precisa evoluir.

Uma boa ideia é criar um canal de feedback contínuo, de onde possam ser coletados tanto críticas e comentários sobre os treinamentos atuais quanto ideias e demandas para possíveis temas a serem ofertados no futuro.

Como inovar no ensino a distância?

Para inovar no EAD é preciso estar atento a três pontos principais: tendências, demandas de mercado e possibilidades trazidas pela tecnologia. Esses três pilares são as principais fontes da busca por inovação e permitem que as empresas se reinventem constantemente.

No momento atual, em que o mercado demanda profissionais completos, com capacidades para atuar em diferentes setores, e uma das principais tendências educacionais é a gamificação, um treinamento de competição baseado em resolução de casos reais pode ser uma boa ideia para unir as duas coisas.

No universo do ensino a distância não faltam possibilidades de inovação! É importante se atentar aos detalhes e fazer o possível para que as aulas sejam dinâmicas e interessantes. Além disso, a tecnologia se desenvolve rapidamente e está sempre trazendo novidades a serem experimentadas.

Outro diferencial é justamente o investimento em tecnologia, buscando oferecer, por exemplo, vídeos em alta qualidade, bem editados e atrativos. Também é interessante disponibilizar conteúdos em diferentes formatos, como videoaulas, podcasts, e-books, webinars e/ou aulas ao vivo.

Vale a pena, ainda, investir nas possibilidades que as redes sociais têm como fóruns de discussão e compartilhamento de ideias.

Então, vamos agora recapitular quais são os próximos passos para quem busca investir em treinamentos corporativos a distância:

• leia mais sobre as principais tendências;

• levante as demandas da sua empresa;

• conheça bem suas opções;

• verifique o orçamento disponível.

Para ajudar sua empresa nesses passos e garantir treinamentos funcionais e efetivos, que tal procurar um especialista no assunto? Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas agora mesmo!

  • ensino à distância


Sem comentários ainda. Seja o primeiro.

Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web