Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web

Tendências

Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Voltar

O que é mobile learning? Vá do conceito à prática!

O que é mobile learning? Vá do conceito à prática!

A necessidade de investir no ambiente interno das organizações, valorizando e preparando os funcionários por meio de um projeto de educação corporativa, já é largamente reconhecida não só no Brasil, mas no mundo. Para isso, é necessário buscar conhecimento sobre as novidades do meio. Que tal começar entendendo o que é mobile learning? Acredite: a criação de projetos de ensino corporativo incluindo tecnologias e tendências que considerem o comportamento do dia a dia das pessoas tende a apresentar melhores resultados. Isso porque tais recursos se encaixam melhor nas necessidades de aprendizado dos funcionários. O uso de smartphones e dispositivos móveis de forma geral é uma realidade que as empresas não podem negar. Só no Brasil já são mais de 220 milhões de smartphones, mais de um aparelho por pessoa! Quatro horas: esse é o tempo médio de uso dos celulares diariamente. Analisando esses dados, fica fácil entender por que essa plataforma é importante para acompanhar o comportamento das pessoas. Sim, o mobile learning se tornou uma necessidade. Pensando nisso, resolvemos responder neste post as principais dúvidas sobre o que é mobile learning, quais são seus benefícios para os treinamentos corporativos e como essa técnica pode ser implementada na sua empresa. Leia até o final para conferir!

Antes de mais nada, o que é mobile learning?

O mobile learning (m-learning) é uma metodologia de ensino que proporciona um novo ambiente para alunos e professores, usando dispositivos móveis como plataformas para viabilizar o aprendizado a distância. O modelo acompanha a tendência de adoção de smartphones e tablets no dia a dia das pessoas, permitindo que esses dispositivos sejam usados como canais de aprendizado. Uma estratégia de ensino corporativo que queria adotar o mobile learning precisa incluir esse formato em seus treinamentos. Para isso, o primeiro passo consiste em compreender as diferenças do m-learning para o e-learning e como essa metodologia pode ser integrada a outras.

Diferença entre m-learning e e-learning

Um erro comumente cometido ao se considerar o uso do m-learning na estratégia de desenvolvimento interno é achar que essa metodologia é igual ao e-learning. Na prática, apesar de parecidas, elas apresentam características distintas que devem ser consideradas para a criação de um projeto de sucesso. A primeira diferença é indicada no próprio nome de cada metodologia: enquanto o e significa eletrônico, o m é de mobile. O e-learning nada mais é, assim, que o processo de aprendizado feito por meio de dispositivos eletrônicos, conectados à internet, como os computadores. Por outro lado, o m-learning é feito apenas por dispositivos móveis, podendo usar aplicativos e materiais didáticos. Podemos entender daí que o m-learning é uma opção dentro do e-learning. Dessa forma, ambas as tecnologias podem ser usadas em conjunto, mas não da mesma maneira. Isso porque outra diferença entre elas é o tipo de treinamento adequado para cada ambiente. Basicamente, o e-learning é indicado para assuntos mais extensos, específicos e que demandam muita contextualização. Seu material pode ser pensando para estudos que tenham entre 20 e 30 minutos de duração. Já o m-learning é indicado para materiais mais rápidos, em treinamentos contínuos, com conteúdos que tenham entre 3 e 10 minutos.

Que outros métodos e formatos são usados com o m-learning?

O m-learning pode ser usado em conjunto com outras tendências de ensino corporativo, entre elas a gamificação, o microlearning e o social learning. Elencamos a seguir algumas informações sobre cada um deles. Confira!

Gamificação

A gamificação é uma tendência que usa elementos de jogos para a criação de estratégias de ensino, tais como rankings de tarefas e desafios em etapas. É importante para aumentar a motivação e a interação dos usuários, gerando melhores resultados nos treinamentos. O conceito pode ser usado para desenvolver soluções mobile, criando o mesmo efeito nesses dispositivos.

Microlearning

Outra tendência importante na educação corporativa é o microlearning, também conhecido como pílulas de conteúdo. Trata-se de quebrar o conteúdo de um treinamento ou de uma capacitação em pequenas partes, de modo que os usuários possam se dedicar ao aprendizado em momentos rápidos no seu dia a dia. A técnica é ideal para estratégias que envolvem mobile learning, uma vez que facilita seu uso pelos colaboradores em diversos locais.

Social learning

O mobile learning também pode ser usado em conjunto do social learning, por meio de uma rede social corporativa da empresa. Para isso, basta que a rede tenha uma versão em aplicativo ou que seja responsiva, permitindo que os colaboradores consigam usar suas funcionalidades por meio de dispositivos móveis.

 

O modelo acompanha a tendência de adoção de smartphones e tablets no dia a dia das pessoas, permitindo que esses dispositivos sejam usados como canais de aprendizado.

Quais são os benefícios para treinamentos corporativos?

Acompanhar as mudanças de comportamento e a adoção de dispositivos móveis: essas não são as únicas vantagens oferecidas pelo uso do m-learning. A metodologia contribui para o sucesso de um projeto de educação corporativa ao:

apresentar mais flexibilidade para os colaboradores, que podem acessar os conteúdos de onde e quando quiserem; • incentivar o envolvimento dos participantes, uma vez que o formato se adapta a seu comportamento e a suas necessidades de ensino;

• apresentar melhores taxas de retenção e envolvimento dos colaboradores;

• poder ser usada em conjunto com outras metodologias, ampliando sua eficiência;

• facilitar a adaptação para diversos tipos de treinamentos e capacitações;

• permitir a criação de uma cultura de aprendizado contínuo;

• atender às demandas do novo comportamento das pessoas — principalmente dos Millennials.

Esses são alguns dos benefícios trazidos pelo mobile learning para sua estratégia de ensino corporativo. No entanto, para que eles sejam efetivos, é necessário saber como implementar a metodologia. Então não deixe de acompanhar nosso próximo assunto!

E como exatamente implementar a metodologia?

Agora que você já conhece o que é mobile learning e seus principais benefícios, chega o momento de entender como colocar essa metodologia em prática no seu negócio. Para isso, criamos um passo a passo em 7 etapas. Veja:

1. faça um mapeamento e diagnóstico das necessidades da equipe para identificar as lacunas de desenvolvimento da empresa;

2. entenda se o mobile learning faz sentido para o perfil dos seus colaboradores — se eles estão familiarizados e usam dispositivos móveis;

3. determine se o mobile learning é o melhor formato para atender às lacunas de desenvolvimento do time;

4. desenvolva seu projeto de educação corporativa, incluindo a ferramenta;

5. crie um plano de conteúdo adequado para o time e o tipo de dispositivo usado;

6. integre essa ferramenta às outras usadas no planejamento de ensino corporativo;

7. teste sua eficiência e meça os resultados.

Seguindo esses passos, a implementação da metodologia dentro da sua estratégia será muito mais eficiente, integrando as ações da forma correta. Uma dica é contar com a ajuda de um parceiro especializado no assunto para realizar o processo, desde a idealização ao desenvolvimento da solução. A essa altura, está mais que evidente que o ensino mobile é uma tendência que veio para ficar, não é mesmo? Portanto, caso sua empresa ainda não tenha feito nenhum investimento nesse sentido, pode saber: está perdendo uma grande oportunidade de otimizar as ações de treinamento e capacitação interna. Gostou de saber o que é mobile learning e como essa metodologia pode ajudar seu negócio? O que acha de ficar de olho em mais conteúdos sobre este e tantos outros temas importantes para o sucesso de uma empresa? Então nos siga no LinkedIn!

  • O que é mobile learning

Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web