Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web

Tendências

Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Voltar

O que é gamificação e como usá-la em treinamentos empresariais?

O que é gamificação e como usá-la em treinamentos empresariais?

Você sabe o que é gamificação? Já ouviu falar sobre essa tendência que está transformando a estratégia de muitas empresas não só no Brasil como ao redor do mundo?

Ao longo deste post, vamos falar com detalhes sobre essa técnica inovadora, explicaremos o seu funcionamento e, ainda, mostraremos como ela pode ser usada com sucesso nos treinamentos empresariais para promover a aprendizagem e o engajamento dos colaboradores. Entre nesse jogo!

Fase 1: o que é gamificação?

Do inglês gamification, a ideia de gamificação teve início em 1973, quando Charles Conradt idealizou o game to work, usando pela primeira vez elementos e dinâmicas de jogos para solucionar problemas práticos do cotidiano e promover a integração entre os participantes das atividades, inclusive no meio corporativo.

Embora o termo seja relativamente novo, a prática de estabelecer um sistema de pontuação como indicador de desempenho e a obtenção de recompensas por atividades realizadas com sucesso já é bastante comum em nossa sociedade.

Aqui, podemos citar como exemplo as notas estabelecidas de acordo com os erros e acertos nas questões de prova, bem como as insígnias conquistadas pelos militares a partir das conquistas realizadas em suas carreiras.

Ao longo dos anos, essas táticas foram evoluindo até se transformarem em uma ferramenta diferenciada e altamente eficiente para transmitir conhecimentos de uma forma mais interativa e lúdica.

Na prática, as atividades gamificadas são compostas pelos seguintes elementos:

uma história imersiva que seja capaz de criar um contexto significativo para os participantes, incentivando-os à ação;

narrativas que costumam recorrer à famosa jornada do herói, ou monomito, criada pelo antropólogo norte-americano Joseph Campbell;

•desafios bem calibrados que asseguram aos participantes uma curva de aprendizagem ao longo de toda a experiência

•pontuação e recompensas pelas tarefas realizadas corretamente;

•sistema de ranking que serve de parâmetro de comparação de um participante em relação aos demais.

Além de estimular o espírito competitivo e a competição saudável, a gamificação transmite informações relevantes e promove a participação dos colaboradores tendo como base a combinação de conteúdos de ciência motivacional, distribuição de conhecimentos e conceitos da Neurociência, como a Teoria do flow (fluxo).

Desenvolvida pelo psicólogo húngaro Mihály Csíkszentmihályi e explicada em seu livro Flow: a psicologia da experiência otimizada, essa teoria defende o estado de completa imersão mental em que o indivíduo está concentrado e completamente focado em suas atividades, garantindo alta performance e máximo envolvimento.

Vantagens da gamificação

O aspecto lúdico das atividades gamificadas (também chamadas de ludificação) aliado à participação direta e à integração dos colaboradores para vencer os desafios propostos nos exercícios: tudo isso facilita a retenção dos conteúdos apresentados, tornando-se um dos principais benefícios trazidos pela gamificação.

Para vencer os desafios com sucesso, os participantes ampliam o seu potencial de concentração, ficando mais atentos às informações e mantendo o foco em seus trabalhos.

Além disso, essa interação prática com os jogos leva a um processo positivo de pós-aprendizagem, fazendo com que os participantes efetivamente usem os conceitos absorvidos durante os treinamentos em suas atividades do dia a dia de forma mais natural e genuína.

Fase 2: onde entram os treinamentos corporativos?

A gamificação é uma excelente alternativa para despertar o interesse dos funcionários e mantê-los engajados durante todo o processo de aprendizagem dos conteúdos transmitidos.

Para que esse plano seja executado com sucesso, vamos mostrar a seguir 4 pontos indispensáveis para que a empresa consiga implementar um treinamento corporativo eficiente com base na técnica de gamificação. Acompanhe!

Criação de objetivos claros

Antes da aplicação de qualquer atividade gamificada, é preciso conhecer os objetivos que a empresa pretende alcançar com o treinamento. Só a partir daí, então, deve-se passar para o desenvolvimento da estratégia de aplicação dessa técnica e a definição dos departamentos que participarão dos exercícios propostos.

Estabelecimento de regras

Todos os jogos têm as suas próprias regras, certo? Pois na gamificação corporativa não poderia ser diferente. Assim, para garantir que as atividades se desenvolverão de acordo com o que foi planejado, é preciso contar com regras muito bem definidas e claramente transmitidas aos participantes.

Monitoramento das atividades

A definição da forma como serão feitos o acompanhamento e a análise das informações reunidas após o treinamento gamificado permite que os gestores acompanhem o andamento das atividades, verifiquem se as regras foram devidamente cumpridas, reconheçam os colaboradores que mais se destacaram no treinamento e consigam fornecer feedbacks (positivos ou negativos) imediatamente após a conclusão dos desafios.

Alinhamento de processos internos

Por último, mas definitivamente não menos importante, é indispensável que todos os participantes compreendam como as atividades serão realizadas. Por isso, vamos listar abaixo alguns dos tópicos que precisam ser previamente explicados para que tudo saia como o planejado. Apresente aos participantes:

•a plataforma em que será desenvolvida a atividade;

•um passo a passo para o acesso de cada colaborador;

•o objetivo da gamificação;

•o tempo para a realização das atividades;

•o funcionamento do sistema de pontuação;

•a periodicidade do lançamento de novos desafios;

•a premiação final.

E agora que você já sabe o que é a gamificação e como ela pode contribuir com os treinamentos do seu negócio, vamos mostrar, na sequência, diversas vantagens que essa técnica pode trazer para o ambiente empresarial. Continue acompanhando!

Fase 3: por que usar a gamificação nos treinamentos?

Como já ressaltamos nos tópicos anteriores, a oportunidade de aumentar o engajamento e de despertar a atenção dos colaboradores estão entre os principais aspectos positivos da aplicação de atividades gamificadas. Aqui, vamos destacar outras vantagens de usar a gamificação nos treinamentos corporativos. Confira!

Estimular o desenvolvimento pessoal e profissional

Por meio das atividades gamificadas, os colaboradores desenvolvem um pensamento estratégico e uma visão mais crítica e analítica das situações. Dessa forma, conseguem tomar decisões mais objetivas e fazer melhores escolhas no seu dia a dia empresarial, apresentando assim resultados otimizados.

Simplificar a apresentação de assuntos complexos

Com o uso de elementos como vídeos, animações e infográficos, os conteúdos são apresentados de forma mais lúdica e, ao mesmo tempo, didática, facilitando a compreensão por parte dos colaboradores e, com isso, aumentando o rendimento do treinamento.

Gerar relevância

Uma das melhores táticas para incentivar a participação dos colaboradores é fazer com que as atividades tragam assuntos relevantes para seu dia a dia profissional, apresentando objetivos que estejam relacionados às metas da empresa e aos desafios encontrados rotineiramente, eliminando qualquer sentimento de perda de tempo e gerando resultados mais concretos.

Permitir o aprendizado com os erros

Nos jogos, é possível errar sem consequências graves. Basta reiniciar e traçar uma nova estratégia para vencer os desafios apresentados. Nesse aspecto, a possibilidade de cometer equívocos sem gerar qualquer transtorno para a empresa faz com que o colaborador consiga trabalhar a resiliência e avaliar melhor seus erros, aprendendo com eles e buscando a superação.

Estimular a competição saudável

A competitividade é uma característica natural do ser humano. Quando estimulada corretamente, motiva as pessoas a se superarem e a conquistarem melhores resultados. Por meio de atividades gamificadas, os desafios, o sistema de pontuação e a promessa de premiação se tornam gatilhos para que a competição gere bons resultados.

Despertar o sentimento de conquista

Por falar em sistemas de pontuação e premiações, uma outra vantagem da gamificação é o estabelecimento do sentimento de conquista, de reconhecimento pela superação de desafios. Tal sensação ajuda a impulsionar os participantes a completarem as etapas das atividades propostas no treinamento com muita garra.

Mensurar o desempenho

Por fim, o estabelecimento de um ranking com as pontuações atingidas ao longo das atividades e a criação de gráficos de desempenho permitem que se faça uma melhor avaliação dos resultados, gerando uma curva de crescimento das habilidades dos colaboradores. A partir desses dados, os gestores podem reconhecer novos talentos, além de identificar pontos de melhoria nos processos e no engajamento da equipe.

E aí, gostou de saber mais sobre o que é gamificação? Já usou essa técnica em sua empresa e gostaria de compartilhar sua experiência? Deixe aqui um comentário e divida suas opiniões e impressões conosco!

 


Publicador de conteúdo web Publicador de conteúdo web